Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

“Nenhum outro estado apoiou tanto o circo como Santa Catarina”, afirma Dedé Santana

Compartilhe

Eterno Trapalhão está no Sul catarinense para participar de espetáculo no Circo Rakmer, localizado no estacionamento do Criciúma Shopping

 

Mãe de todas as artes, o circo enfrentou desafios por conta da pandemia, mas, com a ajuda do público, foi possível continuar levando alegria para as pessoas, mesmo com as adaptações necessárias. E para Dedé Santana, o eterno Trapalhão, Santa Catarina foi o estado que mais apoiou a arte circense, seja por meio de doações ou cedendo espaços para os espetáculos.

No sul catarinense, o Circo Rakmer tem proporcionado grandes atrações para o público e na noite desta sexta-feira (29), a partir das 20h, o show terá a participação do comediante, na estrutura montada no estacionamento do Criciúma Shopping. “Meu pai costumava dizer: ‘a cultura de um povo é definida pela forma que eles recebem o circo na cidade’. Estou muito feliz que um shopping bom como esse cedeu espaço para a companhia, é uma coisa que me deixa muito contente como embaixador do circo no Brasil”, salienta Dedé.

O artista veio para Santa Catarina pela primeira vez por conta do programa “Dedé e o Comando Maluco” e, desde então, o encanto foi tão grande que decidiu fazer do estado “a sua casa”, onde tem morado há 14 anos. “Já a casa do circense é o circo. E ele não pode dizer ‘eu sou de Criciúma’ ou ‘eu sou de Itajaí’, não. Ele é da cidade que ele está e, neste caso, o Circo Rakmer se tornou um verdadeiro criciumense”, explica.

Por oito gerações, a família do artista tem estado dentro do circo e, por isso, a arte circense marca presença na vida de Dedé. “Eu nasci no circo, fui trapezista, trabalhei em globo da morte, fui palhaço durante muitos anos. Tudo o que se faz em circo eu fiz, desde montar a desmontar, costurar lona. Eu sou a oitava geração circense, então toda minha criação é do circo, tanto que estudava um mês em cada cidade”, relembra. 

 

Espetáculo no Circo Rakmer

 

No show em formato stand-up, a ser realizado na noite desta sexta-feira, 29, no Circo Rakmer, o artista garante: “o que as pessoas podem esperar? Palhaçada!”.

Para assistir à apresentação, os valores de ingressos variam de R$ 15 nas cadeiras centrais e R$ 10 nas cadeiras laterais. É necessário respeitar as normas sanitárias vigentes, com uso de máscara e álcool em gel, e distanciamento social. Informações e reservas podem ser obtidas pelo contato (48) 99192-4511.