Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Saúde e companhia: o que as crianças esperam do Coelhinho da Páscoa?

Compartilhe

Ação do Criciúma Shopping leva a reflexão às escolas e, por meio de desenhos, sentimentos são externalizados pelos pequenos.

 

Saúde, paz, amor, respeito e companhia. Em resumo, dias melhores, que nos permitam superar a pandemia e voltar a estar perto, com segurança, daqueles que amamos e queremos bem. De forma geral, essa é a resposta de muitas crianças, quando questionadas sobre o que gostariam de receber do Coelhinho da Páscoa, na data lembrada no próximo dia 4 de abril.

A ação, idealizada pelo Criciúma Shopping, tem ouvido mais de 260 alunos do 1º ao 6º ano, de diferentes instituições de ensino, tais como: Escola Estadual Dimer Pizzetti, Colégio Unesc, Bairro da Juventude e Centro Educacional Marista Irmão Walmir.

É claro que os chocolate e ovos de Páscoa não foram esquecidos, mas muito mais do que doces, os pequenos refletem e decidem, também, que um importante pedido seria pelo fim deste período difícil que a sociedade enfrenta. Para tanto, muitos foram além e pediram, ainda, respeito às regras impostas, para que a situação possa melhorar mais rápido.

Para a professora Juliana Pereira Guimarães, do 5º ano – 501 – da Escola Estadual Dimer Pizzeti, a valorização da produção artística das crianças é muito importante. “Trazer esse tipo de trabalho para que elas reflitam, não só nas questões materiais, mas nos sentimentos que possam ser lembrados, é bastante válido. Na Páscoa, o coelho surge como símbolo da vida e de solidariedade, que nesse momento são tão preciosos”, completa.

 

Desenhos expostos em mural

 

Todas as demonstrações artísticas das crianças ficarão expostas para apreciação em um mural criado especialmente para a ação, dentro do Criciúma Shopping.

“Tendo em vista tudo o que vem sendo enfrentado pelas pessoas há mais de um ano, pensamos muito na experiência que poderíamos proporcionar e na mensagem de esperança que gostaríamos de passar nesta data, ao mesmo tempo continuando a seguir todas as normas sanitárias necessárias para a realidade atual. Por isso, a ideia de criar esse mural. Que seja um fôlego para todos nós”, ressalta o diretor de Operações do Criciúma Shopping, Edmilson Martins.